Renove seu Olhar: A Importância da Avaliação Psicológica na Cirurgia Plástica

Os motivos que levam uma pessoa a buscar alguma correção estética podem ser os mais variados e normalmente há, aliadas à razões aparentes, motivações subjetivas impulsionando à procura da Cirurgia Plástica.

O que acontece é que, muitas pessoas acreditam que a cirurgia irá mudar suas vidas e colocam nela a responsabilidade pela transformação em suas vidas e pelo encontro da felicidade tão almejada. Nesses casos, é comum aparecer frustrações após a cirurgia quando a mudança tão esperada não acontece.

A cirurgia plástica possui dois objetivos: Reparação e Estética:

- A cirurgia de Reparação é aquela realizada em estruturas anormais do corpo causadas por defeitos congênitos, anomalias do desenvolvimento, trauma, infecção, tumor ou doença. É geralmente feita para melhorar uma função, mas pode também ser feita para uma aproximação de aparência normal.


- A Cirurgia Estética é a realizada para dar nova forma a estruturas normais do corpo, com o objetivo de melhorar a aparência e a autoestima. Assim, a cirurgia plástica estética tem por objetivo melhorar a aparência de pessoas cujo problema não tenha sido causado por doença ou deformidade. São alterações fisiológicas, como o envelhecimento, a gravidez ou desvios da forma externa do corpo, que não configuram patologia, mas causam alterações psicológicas.


A psicologia é uma forte aliada na cirurgia plástica, tanto na avaliação psicológica, como no acompanhamento pré e pós operatório, pois ao decidir uma cirurgia plástica não é tão fácil, e vem acompanhada de muita ansiedade, angústia, medos e falta de informação.


Portanto, a avaliação psicológica para cirurgia plástica é de extrema importância, pois irá avaliar as reais motivações da pessoa em relação à cirurgia, assim como suas expectativas, resultados esperados e o quão esta pessoa está preparada para tal mudança.


A avaliação psicológica é um procedimento que visa avaliar, através de instrumentos previamente validados para a determinada função, os diversos processos psicológicos que compõe o indivíduo, sendo o psicólogo o único profissional a exercer esta função, como define a Lei de n° 4.119/62 de 27/08/62 (parágrafo 1° do artigo 13). A avaliação fornece ao psicólogo um conjunto de informações a respeito de um indivíduo ou de uma população em geral.


O objetivo é traçar os aspectos da personalidade que possam vir a interferir nos resultados obtidos, bem como avaliar se há indicadores psicopatológicos ou transtornos psicológicos que possam impedir a cirurgia. Ficar atento aos indicadores de labilidade afetiva, vulnerabilidade emocional, co-dependência, perfeccionismo excessivo e inadequação no ajustamento social.



Importante frisar a relação entre o Psicólogo e o Médico, pois, quando há um bom diálogo entre esses profissionais, há um bom vínculo com o paciente, gerando assim, melhores resultados no pós operatório


Para saber mais, fale com a gente, contamos com a Psicóloga Carolina Voltolini (CRP-12/11497), Especialista em Avaliação Psicológica, a qual realiza este serviço e, muitos outros, aqui conosco na Soul.



Posts Recentes
Arquivo