Pra que serve uma avaliação genética?


Uma ressonância magnética de corpo inteiro não conseguiria te descrever melhor do que uma avaliação genética. Você sabe porque? Exames de imagem como estes, tem por objetivo o diagnóstico de doenças que já estão sendo manifestadas, ou seja, servem para o médico definir o tratamento para alterações já existentes.


Seus genes expressam sua identidade genética, o DNA de suas células é igual em todos os órgãos, porém não são todos os tecidos que expressam todos os genes. Uma avaliação genética é capaz de identificar seu perfil, tanto em relação ao metabolismo dos nutrientes, assim como, suas chances de desenvolver alguns tipos de doenças de acordo com seu perfil genético.

Os testes genéticos não são uma ferramenta diagnóstica, pelo contrário, auxiliam na prevenção de doenças desde que usado por profissional capacitado e com conhecimento para utilizar a Nutrição como a principal ferramenta capaz de modular o modo como seus genes podem expressar alguns fenótipos, especialmente aqueles relacionados a manifestação de doenças.


A dieta e a suplementação de alguns nutrientes ou compostos bioativos presentes em alimentos pode influenciar na expressão de alguns genes sem alterar a sequencia do DNA (essa não muda!).


Por exemplo, no perfil genético você pode detectar uma predisposição genética a metabolizar melhor gorduras ao invés de carboidratos, isso infere que você se beneficie preferencialmente por uma dieta equilibrada e não uma dieta com restrição de carboidratos, a famosa "Low Carb". Outra informação que podemos encontrar nos resultados dos perfis genéticos é sua tendência a compulsão alimentar ou capacidade de acumular gordura abdominal e ainda seu risco de desenvolver doença cardiovascular levando em consideração sua herança genética relacionada a aumento do colesterol, por exemplo.



Uma excelente notícia é que hoje se sabe que genética não é destino e todas essas alterações podem ser avaliadas através da sua saliva. Com seu perfil avaliado e, associando essas informações à fatores ambientais, histórico familiar, preferências e aversões alimentares pode-se oportunizar um plano alimentar totalmente personalizado e direcionado ao silenciamento e/ou modulação dos genes que tem potencial de desencadear o aparecimento de doenças.

#emagrecimento #saude #dna #genoma #nutrigenetica #genetica #nutrição

Posts Recentes
Arquivo